ENSAIOS Palafitas do Pina - Recife - PE

Ensaio Pescadores de Ilusão

INTRODUÇÃO

Da câmera escura desde a Grécia Antiga... Da fotossensibilidade e os  aletos de prata... De Nicéphore Niépce... De Louis Daguerre e o  Daguerreótipo às máquinas e objetivas digitais mais modernas, a fotografia (do grego φως [fós] ("luz"), e γραφις [grafis] ("estilo", "pincel") ou γραφη grafê, e significa "desenhar com luz e contraste"), continua sendo a criação

de imagens por meio de exposição luminosa. Continua sendo “desenhar com luz”.


Fundamentado no refrão da música A CIDADE de Chico Science, onde diz “A cidade não pára, a cidade só cresce, o de cima sobe e o de baixo desce”, fazemos esta sessão fotográfica com o cunho de crítica social.


PESCADORES DE ILUSÃO – CRÍTICA SOCIAL



A menos de 1 km da orla de Recife e distante apenas alguns metros do maior Shopping do Recife e 6º maior do país, os moradores das palafitas sobrevivem em meio ao descaso social, com suas moradias sobre pedaços de pau, fincados na lama. Sem saneamento básico e sem acesso a água, os moradores subexistem como podem, muitos deles através da pesca. A injusta dualidade progresso x subdesenvolvimento e prosperidade x carência, fica clara, a olhos vistos, quando observamos os contrastes socias na região.


OBJETIVO



Ensaio fotográfico com o modelo e Mister Pernambuco Alexsandro Oliveira e com a modelo Bárbara Portela, maquiados pela maquiadora profissional Anne Carvalho, com a finalidade de conscientização das mazelas sociais que nos cercam, em formato de fotografia.

MODELOS: Alexsandro e Bárbara.
MAKE: Anne Carvalho.

Pescadores de Ilusão - Crítica Social
Pescadores de Ilusão - Crítica Social
Pescadores de Ilusão - Crítica Social
Pescadores de Ilusão - Crítica Social
Pescadores de Ilusão - Crítica Social
Pescadores de Ilusão - Crítica Social
Pescadores de Ilusão - Crítica Social
Pescadores de Ilusão - Crítica Social